Sobre
Sobre

A Fundação Iniciativa desde 1988 acolhe crianças que foram vítimas de negligência e, ou, violência. Centenas de crianças já passaram por esta instituição e tiveram a oportunidade de ter sua vida restaurada, seja possibilitando retorno seguro a família de origem, encontrando uma nova família, ou, ainda, tornando-se família nas casas-lares. Em qualquer situação, o mais importante de tudo: voltando a sonhar que são protagonistas das suas histórias e que podem tornar o mundo um lugar muito melhor.

Devido a sensível situação em que são acolhidas*, as crianças necessitam de cuidados especiais e, as “mães sociais”, recebem suporte profissional e técnico do sistema Fundação Iniciativa (multidisciplinar e administrativo) para auxiliar, de forma significativa, na reconstrução da autoestima e formação de futuros cidadãos.

* Crianças destituídas de suas famílias de origem (biológica ou extensiva), após comprovação judicial da situação de risco, pessoal e social (abandono e violência).

CONSELHO
EQUIPE TÉCNICA
MÃES SOCIAIS
AMIGOS DA INICIATIVA
QUEM
SOMOS?

Sabe quem torna real a Fundação Iniciativa? As crianças e os adolescentes que inspiram, a equipe toda de colaboradores que trabalha tão dedicada; o Conselho, que confia e dá suporte e fiscaliza as decisões; todos os voluntários tão dispostos; os doadores generosos; todos os nossos queridos amigos. Vocês também são a Iniciativa. Vocês fazem parte desta história.

NOSSA HISTÓRIA
NOSSA HISTÓRIA

Mãe Social
Mãe Social

As Mães Sociais acolhem, protegem e educam crianças e adolescentes, residentes de “casas lares”. Para isso, precisam manter um ambiente familiar agradável.

Devido a sensível situação em que são acolhidas, as crianças necessitam de cuidados especiais e, as “mães sociais”, recebem suporte profissional e técnico do sistema Fundação Iniciativa (multidisciplinar e administrativo) para auxiliar, de forma significativa, na reconstrução da autoestima e formação de futuros cidadãos.

CONHEÇA MAIS
CONHEÇA MAIS
EQUIPE

A Equipe Técnica da Fundação Iniciativa é multidisciplinar, e elabora, em conjunto com o educador/cuidador residente e, sempre que possível com a participação das crianças e adolescentes atendidos, as regras e rotinas fundamentadas no projeto político pedagógico da entidade, entre outras atividades.