A Iniciativa

A Fundação Iniciativa desde 1988 acolhe crianças que foram vítimas de negligência e, ou, violência. Centenas de crianças já passaram por esta instituição e tiveram a oportunidade de ter sua vida restaurada, seja possibilitando retorno seguro a família de origem, encontrando uma nova família, ou, ainda, tornando-se família nas casas-lares. Em qualquer situação, o mais importante de tudo: voltando a sonhar que são protagonistas das suas histórias e que podem tornar o mundo um lugar muito melhor.

Devido a sensível situação em que são acolhidas*, as crianças necessitam de cuidados especiais e, as “mães sociais”, recebem suporte profissional e técnico do sistema Fundação Iniciativa (multidisciplinar e administrativo) para auxiliar, de forma significativa, na reconstrução da autoestima e formação de futuros cidadãos.

* Crianças destituídas de suas famílias de origem (biológica ou extensiva), após comprovação judicial da situação de risco, pessoal e social (abandono e violência).

QUEM
SOMOS?

Sabe quem torna real a Fundação Iniciativa? As crianças e os adolescentes que inspiram, a equipe toda de colaboradores que trabalha tão dedicada; o Conselho, que confia e dá suporte e fiscaliza as decisões; todos os voluntários tão dispostos; os doadores generosos; todos os nossos queridos amigos. Vocês também são a Iniciativa. Vocês fazem parte desta história.

As Mães Sociais acolhem, protegem e educam crianças e adolescentes, residentes de “casas lares”. Para isso, precisam manter um ambiente familiar agradável.

Devido a sensível situação em que são acolhidas, as crianças necessitam de cuidados especiais e, as “mães sociais”, recebem suporte profissional e técnico do sistema Fundação Iniciativa (multidisciplinar e administrativo) para auxiliar, de forma significativa, na reconstrução da autoestima e formação de futuros cidadãos.

EQUIPE

A Equipe Técnica da Fundação Iniciativa é multidisciplinar, e elabora, em conjunto com o educador/cuidador residente e, sempre que possível com a participação das crianças e adolescentes atendidos, as regras e rotinas fundamentadas no projeto político pedagógico da entidade, entre outras atividades.

Carregando...
DANIELLE

DANIELLE - [ Coordenação Geral ] - E-mail: [email protected] - Iniciou como gestora da Fundação Iniciativa em 2019, acredita em competência, responsabilidade e muito amor para gerir a nossa Fundação. Bacharel em Comunicação Social, habilitada em Relações Públicas, é pesquisadora do comportamento humano, das emoções e da neurociência. Especialista pós-graduada em Psicologia, Teorias Psicanalíticas, bacharel em Teologia e especialista em Ciências da Religião. Já trabalhou em diversas instituições educacionais e do terceiro setor nas áreas administrativas e de comunicação. É conselheira por vocação e professora por paixão. Conselheira do CMAS pela Fundação Iniciativa, representante das entidades, biênio 2020-2022.

johnny - coordenador administrativo
JOHNNY

JOHNNY - [ Gestão Administrativa ] - E-mail: [email protected] - Um dos colaboradores mais requisitados da Fundação, é ele quem administra e organiza os processos burocráticos da instituição há quase 2 anos. Formado em Comunicação Social com Habilitação em Publicidade e Propaganda e pós-graduado em Neurociência e Gestão de Negócios, ele atuou durante 10 anos em agências de comunicação e marketing. Porém, nos últimos anos foi intencional em buscar uma oportunidade no terceiro setor com o objetivo de conhecer e aprender mais sobre essa área. Seu trabalho é considerado a base de sustentação do projeto. Johnny é casado, tem uma filha de 3 anos, e confessa se dividir entre a leitura de um bom livro e a adrenalina dos filmes.

Thaiza - coordenadora tecnica
THAIZA

THAIZA - [ Coordenação Técnica ] - E-mail: [email protected] - Assistente Social há 21 anos, com especialização em Gestão de Políticas, Projetos e Programas Sociais, atuante com crianças e adolescentes em casas lares, família acolhedora e repúblicas. Já trabalhou como Secretária de Bem Estar Social no Município Bocaiúva do Sul e há cinco anos se dedica com amor na Fundação Iniciativa, a princípio como assistente social e atualmente na coordenação técnica.

monica - jornalista
MONICA

MONICA - [ Jornalista ] - E-mail: [email protected]ativa.org.br - É curitibana, mas apaixonada pelo verão e adora um doce após o almoço. Curiosamente, dizem que ela é igualzinha a Mônica do gibi. Será? Bom, agora falando do lado profissional, é graduada em Comunicação Social, habilitada em jornalismo, atua há mais de 10 anos na área de comunicação. Nesse tempo, adicionou ao seu currículo experiência em televisão, revista, social media e produção de conteúdo. Atualmente, trabalha como assessora de imprensa na Fundação Iniciativa. Ela acredita no poder da comunicação e se dedica a ajudar pessoas, empresas e marcas a fortalecerem sua mensagem e a se comunicarem com propósito.

PATRÍCIA

PATRÍCIA - [ Psicopedagoga ] - E-mail: - Graduada em pedagogia pelo grupo universitário Unibrasil estagiou em escolas públicas e privadas de Curitiba e região, atuou como coordenadora pedagógica no Colégio Madalena Sofia, ali foi onde percebeu o amor pela inclusão de crianças com necessidades especiais. Ela é especialista em educação especial e inclusiva, pós graduada em Psicopedagogia Clínica Institucional e Educação infantil. Realizou diversos cursos na área educacional entre eles: alfabetização na prática, neurodesenvolvimento, avaliação do brincar infantil, Educação e inteligência emocional.

ANGÉLICA

ANGÉLICA - [ Psicóloga ] - E-mail: [email protected] - A Angélica é apaixonada pela vida e pela psicologia, sendo convicta de que escolheu a profissão certa, é alegre, sorridente, divertida e faz com que seu dia seja sempre animado, ciclista por amor, faz deste esporte sua filosofia de vida e pedala por aí sempre que possível, é formada em Psicologia desde 2015 e possui 2 pós graduações em MBA de Gestão de Recursos Humanos e MBA em Gestão de Pessoas, atuou como coordenadora do CREAS no município de Quatro Barras, foi psicóloga no CRAS e trabalhou em outras Instituições de Acolhimento de Crianças e Adolescentes vítimas de violações dos direitos. Também atua como psicoterapeuta e através da psicologia comportamental que a norteia na atuação profissional, acredita na possibilidade de modificar o ambiente e a história de vida de cada crianças e adolescentes em situação de acolhimento institucional, através da psicologia, utilizando-se do amor, dedicação, cuidado, acolhida e um olhar empático para com todos.

PATRÍCIA

PATRÍCIA - [ Assistente Social ] - E-mail: [email protected] - Ela chegou na Fundação há pouco mais de 1 ano e meio, mas a sua experiência na área de assistência social é extensa. Há mais de 15 anos atuando na área, isso lhe proporcionou a vivência nos setores de educação, saúde educação especial, reabilitação em dependência química, e principalmente a área da assistência social, onde trabalha há mais de 11 anos, atuando diretamente na defesa e garantia dos direitos à criança e ao adolescente. Recentemente após sua chegada na área de alta complexidade, Patrícia se deu conta que havia encontrado algo pelo qual lutar, o acolhimento institucional. Desde então, tem se dedicado ao trabalho para proporcionar oportunidades de algo novo para àqueles que tiveram seus direitos violados. Tempo de qualidade com a família e planejar viagens, é o seu combustível para o dia a dia. É casada com Daniel, mãe do Matheus, Emanuel e muito em breve, da Helena.

VANESSA

VANESSA - [ Assistente Social ] - E-mail: [email protected] - A Vanessa chegou de mansinho como estagiária aqui na Fundação Iniciativa, e por todo seu trabalho, empenho, responsabilidade e profissionalismo percebemos que precisávamos dela permanentemente na equipe! Vanessa é graduada em Serviço Social, tem experiência na área administrativa e foi estagiária por dois anos na Secretaria da Família e Desenvolvimento Social. Ela também é autora do projeto que abraçamos com muito carinho por aqui “O Desacolhimento Institucional na Fundação Iniciativa: Sonhos e Desafios”.

MARIANA

MARIANA - [ Assistente Social ]: E-mail: [email protected] - Mariana é graduada em Serviço Social pela UniBrasil. Fez estágio no Núcleo de praticas Jurídicas- NPJ UniBrasil e no Instituto Tibagi. Entrou na Fundação Iniciativa em 2019 como educadora social. Em julho de 2020, assumiu como assistente social do Primeiro abrigo emergencial de enfrentamento ao Covid. O projeto permaneceu por 10 meses. Em maio de 2021 retornou a Fundação e está na captação de recursos, doações e voluntariado.

CARLOS

CARLOS - [ Motorista e educador ]- Quando o assunto é criança, Carlos tem uma experiência diferenciada. Afinal, ele trabalha há 27 anos com a faixa etária dos pequenos. Só no Pequeno Cotolengo foram 20 anos, iniciando como motorista e chegando a supervisor. A satisfação em trabalhar nessa área é tanta, que ele não aguentou ficar muito tempo longe e um ano depois estava iniciando suas atividades na Fundação Iniciativa. Já se foram 7 anos e suas principais funções na instituição é como motorista e também educador. Para ele, é gratificante proporcionar às crianças aquilo que lhes foi tirado. Carlos é natural de Medianeira (PR), e nas horas vagas ele gosta de pescar e andar de bicicleta.

VALDINEI

VALDINEI - [ Motorista e atendente ] - Se preparem para conhecer o funcionário mais antigo da Fundação Iniciativa, completando 20 anos de casa. Mais conhecido como tio Nei, ele é o responsável pelo transporte, seja levando as crianças para a escola, rotina médica ou buscando doações. A dedicação desses longos anos, lhe renderam uma sensação estranha quando chega o fim de semana. Ele sente falta, afinal, está acostumando com as crianças. Para ele, trabalhar na Fundação é uma missão. Sua família é sua prioridade, pois gosta mesmo é de aproveitar e sair com a esposa Claudineia e as filhas Sthefany e Samara. Valdinei é natural de Ivaiporã (PR).

DANIEL

DANIEL - [ Motorista e motoboy ] - No agito do trânsito e nos mais diferentes percursos, Daniel é o responsável por materializar as ações de amor. Ele é motorista e motoboy na Fundação Iniciativa há 6 anos, por isso ele é conhecido por trazer a alegria para a criançada através das mais diversas doações. Para ele, esse trabalho é uma oportunidade para aprender a dar mais valor ao que tem e demonstrar empatia pelo próximo. O combustível para a correria do dia a dia é o prazer em ver o resultado que o serviço dele oferece para a Fundação. Daniel é goiano, mas reside em Curitiba há 25 anos. É casado, tem duas filhas e adora passear com a família.

JOSÉ

JOSÉ - [ Educador Social ] - Trabalha na Fundação Iniciativa há mais de 2 anos e recentemente iniciou uma nova fase na casa dos meninos. Atualmente, seu trabalho está diretamente conectado com as crianças, participando de diferentes atividades internas e externas, projetos musicais, aulas de informática e quando necessário, também auxiliando nos reforços escolares e com a lição de casa. José tem 25 anos e toda a disposição para amar as crianças e tornar o dia a dia delas muito divertido. Ah… E por último, mas não menos importante, ele adora fazer muuuuita bagunça! 🤣💥🎸

Conselho

Conselho Curador

CLAUDIA TEIXEIRA VEIGA

MARIELLY REGINA DOS SANTOS

LEONARDO PETRELLI

 

Conselho Curador Suplente

ALBERTO VEIGA FILHO

ANTÔNIO PAES JUNIOR

FRANCISCA DE CASTRO CALDEIRA LISBOA

 

Conselho Fiscal

ADRIANO LUIZ FERREIRA

ANDREZA CRUZ DO PRADO

CLARICE DE CÁSSIA PEÇANHA

 

Conselho Diretor

Diretora Presidente: JULYANE CRYSTIAN PAES

Diretora Vice-Presidente: CECÍLIA BERGER

Diretora Financeiro: CÉLIA DE FÁTIMA VILLAS BOAS

Diretor de Relações Sociais e Institucionais: ISRAEL FELISBERTO

Equipe Técnica
  • Realiza o acompanhamento psicossocial dos usuários e suas respectivas famílias, com vistas à reintegração familiar.
  • Apoia na seleção dos cuidadores/educadores residentes e demais funcionários.
  • Apoia e acompanha o trabalho desenvolvido pelos educadores e cuidadores
  • Capacita e realiza acompanhamento dos cuidadores/educadores residentes e demais funcionários
  • Realiza encaminhamento, discussão e planejamento conjunto com outros atores da rede de serviços e do SGD das intervenções necessárias ao acompanhamento das crianças e adolescentes e suas famílias
  • Organiza as informações das crianças e adolescentes e respectivas famílias, na forma de prontuário individual
  • Elabora encaminhamento e discussão com autoridade judiciária e Ministério Público de relatórios semestrais sobre a situação de cada criança e adolescente apontando:
    • possibilidades de reintegração familiar;
    • necessidade de aplicação de novas medidas;
    • quando esgotados os recursos de manutenção na família de origem, a necessidade de encaminhamento para adoção;
  • Prepara a criança ou o adolescente para o desligamento (em parceria com cuidadores e educadores).
  • Mediação, em parceria com os cuidadores e educadores, do processo de aproximação e (re)construção do vínculo com a família de origem ou adotiva, quando for o caso.

 

Danielle Dalavechia Chedid Silvestre
Coordenação Geral[email protected]

Iniciou como gestora da Fundação Iniciativa em 2019, acredita em competência, responsabilidade e muito amor para gerir a nossa Fundação. Bacharel em Comunicação Social, habilitada em Relações Públicas, é pesquisadora do comportamento humano, das emoções e da neurociência. Especialista pós-graduada em Psicologia, Teorias  Psicanalíticas, bacharel em Teologia e especialista em Ciências da Religião. Já trabalhou em diversas instituições educacionais e do terceiro setor nas áreas administrativas e de comunicação. É conselheira por vocação e professora por paixão. Conselheira do CMAS pela Fundação Iniciativa, representante das entidades, biênio 2020-2022.

 

Thaiza Hernandez Moreira

Coordenação de Equipe[email protected]

Assistente Social há 20 anos, pós-graduada….

Falta o texto da Thaiza.

 

Vanessa Rodrigues Mendes

Assistente Social- [email protected]

A Vanessa chegou de mansinho como estagiária aqui na Fundação Iniciativa, e por todo seu trabalho, empenho, responsabilidade e profissionalismo percebemos que precisávamos dela permanentemente na equipe!  Vanessa é graduada em Serviço Social, tem experiência na área administrativa e foi estagiária por dois anos na Secretaria da Família e Desenvolvimento Social. Ela também é autora do projeto que abraçamos com muito carinho por aqui “O Desacolhimento Institucional na Fundação Iniciativa: Sonhos e Desafios”.

 

Gislaine Henrique

Pedagoga – [email protected]

Gislaine é graduada em Pedagogia, especialista em Atendimento Educacional Especializado (Educação Especial e Inclusiva), é pós-graduada em Psicopedagogia e técnica em Enfermagem. Estuda constantemente as Políticas Educacionais, tem capacitação em Desenvolvimento de Habilidades e Competências, Alfabetização e Letramento, Comunicação não violenta. Já atuou como professora regente no Pequeno Cotolengo, e também no desenvolvimento de projetos como ensino História e Cultura  Afro- Brasileira e Indígena e ainda Projeto de nivelamento de Língua Portuguesa. A única coisa que brilha mais do que o currículo da nossa tia Gi é o coração dela apaixonado pelos nossos meninos e meninas.

 

Eva Drielly Rodrigues da Costa

Psicologia – [email protected]

A Eva é apaixonada em refletir  e compreender o processo de desenvolvimento psicossocial do ser humano e, através da Psicologia, utiliza valores como cuidado, afetividade, proteção e amor para acolher e auxiliar aqueles que apresentam dor e sofrimento. Eva sempre demonstrou interesse pelo universo infantil, também atua no Projeto Dindo, se dedica na realização de psicoterapia de crianças, adolescentes e adultos,  foi estagiária na Vara da Família e também na Vara da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça e, além disso, conheceu o processo educacional de crianças com comportamentos atípicos e auxiliou no processo de adaptação, socialização e autonomia no contexto escolar. Com suas experiências na Psicologia Infantil, Jurídica, Clínica, Social e Educacional a Eva se dedica com empenho e criatividade propiciando situações de apoio e acolhimento emocional para crianças e adolescentes da Fundação Iniciativa.

 

Thairine Pilar

Terapeuta Ocupacional –  [email protected]

Graduada em Terapia Ocupacional pela Universidade Federal do Paraná e em Processos Gerenciais pelo Centro Universitário Internacional (bolsista PROUNI, Brasil). Thairine buscou formação complementar em Introdução às Práticas Integrativas e Complementares: Práticas Corporais; Estimulação Precoce; Segurança do Trabalho; Prevenção ao Câncer de Pele. Também participou do Programa de Iniciação à Docência- Monitoria em Anatomia Humana na Universidade Federal do Paraná.

Mães Sociais

Em função de sua importância, a mãe social tem   clareza quanto a seu papel: vincular-se afetivamente às crianças/adolescentes atendidos e contribuir para a construção de um ambiente familiar, evitando, porém, “se apossar” da criança ou do adolescente e competir ou desvalorizar a família de origem ou substituta. A mãe social, não tem a pretensão de ocupar o lugar da família da criança ou adolescente, mas contribuir para o fortalecimento dos vínculos familiares, favorecendo o processo de reintegração familiar ou o encaminhamento para família substituta, quando for o caso.

Visando o constante aprimoramento do cuidado prestado, são realizados, periodicamente, estudos de caso com a participação da equipe técnica e mães sociais, nos quais se possa refletir sobre o trabalho desenvolvido com cada criança/adolescente e as dificuldades encontradas. Os estudos propiciam também planejamentos de intervenções que tenham como objetivo a melhoria do atendimento no serviço e da relação entre mãe social e a criança/adolescente, bem como a potencialização de aspectos favorecedores de seu processo de desenvolvimento, autoestima e autonomia.

A equipe técnica do serviço de acolhimento auxilia as mães sociais na oferta de um cuidado individualizado para cada criança e adolescente, baseado na avaliação de suas condições emocionais, história de vida, impacto da violência ou do afastamento do convívio familiar, situação familiar, vinculações significativas e interações estabelecidas. Nossos profissionais que são Assistente Social, Pedagoga, Psicóloga, Terapeuta Ocupacional e Educadores apoiam as mães sociais no exercício de seu papel, contribuindo para uma construção conjunta de estratégias que colaborem para o desenvolvimento de um ambiente estruturante para a criança e o adolescente. Finalmente, a mãe social participa e tem sua opinião ouvida pela equipe técnica na tomada de decisões sobre a vida da criança e do adolescente, como, por exemplo, nas ocasiões em que se mostrar necessária a elaboração de relatório para a Autoridade Judiciária com recomendação de reintegração familiar ou adoção. Nesses casos, deve ser priorizada a participação daquele profissional com o qual a criança/adolescente mantenha vinculação afetiva mais significativa e que conheça seus desejos e interesses.

Nossa historia

Em 18 de maio de 1988 a Fundação Iniciativa tem início graças a nomes como: Jorge Luiz Gimenez, Orlando Otto Kaesemodel, Ruth Maria Gomes Slaviero Kaesemodel, Terezinha Pereira Abagge, Renata Perneta Almeida, Jorge Theodócio Atherino, Flora Bailão Leite Atherino, Ricardo Beltrão de Almeida e Cristiane Canet Mocellin de Almeida, que assinam a Escritura Pública de Instituição de Fundação com destaque inicial de patrimônio e de aprovação de estatuto. A Fundação Iniciativa é estabelecida com o objetivo de patrocinar e apoiar iniciativas de auxílios a pessoas carentes, principalmente menores, podendo para esse fim, desenvolver, participar e colaborar com programas, públicos ou privados, que visem o bem-estar e o aperfeiçoamento cultural, de saúde, educacional e alimentar de pessoas carentes. Naquele momento foi determinada a estrutura da Fundação: Conselho Diretor, Diretoria Executiva e Conselho Fiscal. Desde sua fundação, foi determinado que não poderiam ser distribuídos lucros, dividendos, bonificações ou qualquer vantagem aos seus instituidores, conselheiros e contribuintes mensais. Assim, as contas da Fundação seguem rigorosos processos contábeis, devendo ser aprovadas pelo Conselho Fiscal e publicadas anualmente em Relatório.

Quando a Fundação Iniciativa foi idealizada, seus fundadores estavam completamente sensibilizados com a grande quantidade de crianças abandonadas pelas ruas. Então, antes mesmo da Constituição de 1988, naquele momento nascia um novo conceito em sistema institucional, a “Casa Lar”. Uma alternativa eficiente, sem fins lucrativos, para acolher e amparar a criança e o adolescente, encontrados em situação de risco (abandono e violência), pessoal e social. Pela eficiência e bons resultados sociais apresentados, a Fundação Iniciativa conquistou, com transparência, o reconhecimento da sociedade curitibana tornando-se referência em acolhimento. Esta confiança é comprovada pelas solidárias parcerias entre pessoas físicas e diversos setores: empresas, instituições públicas e privadas.